Retículo Endoplasmático

O retículo endoplasmático é um conjunto de canais e vesículas que se formam com as invaginações da membrana plasmática. Quando ele tem ribossomos que ficam em sua membrana, são denominados retículo rugoso; porém, quando não possui os ribossomos, levam o nome de retículo endoplasmático liso.

DNARetículo Rugoso – Ele é responsável por facilitar a saída das substâncias das células e possui a aparência de sacos que foram achatados. O retículo rugoso ajuda para que elas sejam transportadas pelo citoplasma. Além disso, ele realiza o processo de fabricação das proteínas, utilizando os ribossomos que estão em sua membrana. São produzidas duas formas de proteínas: as que ajudam a formar a membrana plasmática e as que serão expulsas pela célula (como as células glandulares e dos anticorpos). Posteriormente, essas proteínas são encaminhadas para o complexo de golgi antes que sejam eliminadas pela célula.

Retículo Liso – Essa forma de retículo não tem ribossomos aderidos e são parecidos com tubos retorcidos. Como não possuem os ribossomos, ele não é capaz de sintetizar a proteína; porém, é capaz de produzir diversos lipídios (alguns situados na membrana plasmática e nos hormônios sexuais).

Aparelho de Golgi

Essa estrutura tem o formato de sacos achatados e vesícula. Recebe esse nome graças ao citologista Camilo Golgi que, em 1898, foi o primeiro a verificar essa estrutura. Ele possui bolsas membranosas que ficam empilhadas e cada uma delas recebe o nome de dictiossomo. Primeiro, pensou-se que essa estrutura servia apenas para a secreção, mas depois foi verificado que ele possui mais funções. É capaz de sintetizar alguns glicídios que podem ser utilizados para construção da parede celulose, produção de muco e formação do glicocálix da membrana plasmática. O aparelho de golgi também é responsável por formar uma vesícula chamada acrossoma, que pode ser encontrado nos espermatozoides e o ajudam a penetrar no óvulo.

Lisossomos 

BolasOs lisossomos são pequenas bolsas que possuem em seu interior muitas enzimas. Essas enzimas são chamadas de hidrolases ácidas, porque a digestão é realizada com a quebra de alimentos utilizando enzimas e moléculas de água. Além disso, o interior dele é um meio ácido. Os vegetais não possuem lisossomos e a digestão é feita pelos vacúolos.

  • Digestão Intracelular – Quando acontece a fagocitose, a célula desenvolve em seu interior um vacúolo que recebe o nome de fagossomo. Depois, um grupo de lisossomos funde-se com o fagossomo e forma um vacúolo digestivo.
  • Autofagia – Os lisossomos realizam o trabalho de renovar componentes mais antigos das células. Por isso, ele captura e coloca-os em um vacúolo. Nesse local, ocorre a digestão. Com esse processo, a célula consegue manter um ciclo de reconstrução.
  • Autólise – É uma forma de autodestruição da célula e ocorre quando a membrana do lisossomo é rompida e as enzimas acabam se espalhando pelo citoplasma, fazendo com que ocorra a destruição de células. Isso ajuda para a destruição das células consideradas velhas. Isso pode ser exemplificado com a cauda do girino que regride posteriormente.

Peroxissomas

São vesículas muito pequenas encontradas no citoplasma de todas as células eucarióticas. Os peroxissomas possuem enzimas capazes de realizar a reação do oxigênio com moléculas orgânicas. Com a reação, a molécula orgânica perde hidrogênio e forma água oxigenada ou peróxido de hidrogênio.

Também está presente no peroxissoma a enzima catalase, que é responsável por decompor a água oxigenada em água e oxigênio. O oxigênio é utilizado para realizar a oxidação de algumas moléculas consideradas tóxicas, como o álcool. Eles também auxiliam a oxidar os ácidos graxos para que eles sejam transformados em moléculas menores.

Vacúolos

Os vacúolos são as cavidades do citoplasma que surgem através de invaginações ou dilatações. Além dos vacúolos digestivos, existe também o vacúolo contrátil e suco celular. Os vacúolos contráteis são encontrados em protozoários e são responsáveis por eliminar o excesso de água que se encontra nas células.

Nas células vegetais, são muito encontrados os vacúolos de suco celular. Ele tem a capacidade de armazenar muitas substâncias como as enzimas digestivas e é utilizado para resolver problemas osmóticos.

Cloroplastos

É uma organela que pode ser encontrada em células de plantas e algas. Abundante em clorofila, ele também possui a cor verde devido a isso. No cloroplasto, é realizada a fotossíntese e ele também é capaz de sintetizar proteínas. Possuem uma estrutura parecida com a mitocôndria e um DNA próprio.