Tubos de EnsaioO núcleo da célula é formado pela cromatina, nucléolos e nucleoplasma. Nas células procariontes, o núcleo fica solto no citoplasma. Nas moléculas eucariontes, a cromatina (material genético) é o resultado das moléculas de DNA com proteínas, formando um conjunto de filamentos que ficam distantes do citoplasma devido a uma membrana. A membrana recebe o nome de carioteca ou membrana nuclear e possui diversos poros. Eles são necessários para que ocorra a troca de substâncias entre o citoplasma e o núcleo.

Um núcleo pode ter um ou mais nucléolos. Esse é o local onde o RNA é sintetizado e se une a proteínas que vêm do citoplasma e formam unidades precursoras dos ribossomos. As sub-unidades ficam no nucléolo até a divisão celular. A maioria das células possui apenas um núcleo.

Cromatina

A cromatina (do grego chromatos, que significa cor) é um dos componentes do núcleo da célula. É um conjunto de fios onde cada um é formado por uma molécula de DNA que fica associado a um tipo de proteína. Os fios são os cromossomos. Há uma região mais densa que recebe o nome de heterocromatina e outra menos densa que recebe o nome de eucromatina.

A eucromatina se refere a um local do DNA onde os genes estão ativos e auxiliam na síntese de RNA. Ela está desenrolada e o material genético consegue ter muito contato com as enzimas. Já a heterocromatina está ligada a genes inativos, pois o DNA não encontra uma quantidade necessária de superfície para manter contato com as substâncias.

Cromossomos

O cromossomo (croma=cor; soma=corpo) é uma fita dupla de DNA que, durante o processo de divisão, aparecem no lugar da cromatina. O cromossomo é formado por pedaços de cromatina que se dobram diversas vezes sobre si e possuem um formato de bastonete. Antes que ocorra a divisão, o cromossomo se duplica e são formadas as cromátides (a cromátide é cada um dos filamentos de DNA que são formadas na duplicação do cromossomo).

As cromátides pertencentes ao mesmo cromossomo recebem o nome de cromátides-irmãs e as não irmãs são as que surgiram de cromossomos diferentes. Quando acontece a divisão celular, as cromátides-irmãs separam-se e se deslocam para uma célula-filha. Quando a divisão acaba, o cromossomo volta a possuir apenas um fio de cromatina, que recebe o nome de cromonema.

CentromeroO cromossomo possui o centrômero e, dependendo de sua posição, pode lhe proporcionar uma classificação diferente:

- Metacêntrico: quando o centrômero está no meio;

- Submetacêntrico: Quando o centrômero está um pouco distante do meio;

- Acrocêntrico: Quando ele se encontra perto de um dos polos; 

- Telocêntrico: O centrômero está em cima de um dos polos.

Cariótipo

O cariótipo é o conjunto de cromossomos de cada espécie, pois cada uma possui um conjunto de cromossomos que podem ser diferenciados com base em sua forma, tamanho e sua quantidade. Para uma análise do cariótipo do ser humano, os cromossomos devem ser numerados com base no tamanho e arrumados conforme a posição do centrômero.

Os cromossomos sexuais não recebem uma numeração e não ficam com os demais que recebem o nome de autossomos. Os cromossomos surgem em pares, com exceção do cromossomo sexual masculino (nele, há o cromossomo X e o Y). Essa paridade ocorre porque os organismos se desenvolvem a partir de uma célula-ovo que é o resultado da união do espermatozoide e do óvulo.